Programa de combate à fome no Brasil é elogiado em relatório da Organização das Nações Unidas

Vai_Brasil

Uma em cada oito pessoas no mundo passou fome entre 2010 e 2012. São cerca de 868 milhões de pessoas (ou aproximadamente 12,5% da população). Esse número, apesar de alto, é menor que a estimativa anterior, de 1 bilhão de pessoas no período de 1990-1992 (18,6% da população mundial).

O Brasil conseguiu reduzir o percentual de pessoas que passam fome de 14,9%, entre 1990-1992, para 6,9% no período de  2010-2012.

Cerca de 13 milhões de brasileiros ainda sofrem com a desnutrição e a fome.

Esses são dados do relatório Estado da Insegurança Alimentar no Mundo 2012 da Organização de Alimentação e Agricultura da ONU (FAO), divulgado no início deste mês, em Roma, na Itália.

Os programas sociais desenvolvidos pelo governo brasileiro em parceria com os governos estaduais e municipais, além da iniciativa privada, receberam elogios no relatório.  Para os especialistas, o Bolsa Família é uma referência e um instrumento positivo para promover a capacitação econômica das comunidades. O sistema adotado pela prefeitura de Belo Horizonte (MG) na periferia da cidade também mereceu elogios no mesmo documento.

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que tem por objetivos o combate à fome, à pobreza e outras formas de privação das famílias. Ele promove o acesso à rede de serviços públicos, em especial à saúde, à educação, à segurança alimentar e à assistência social, e cria possibilidades de emancipação sustentada dos grupos familiares e desenvolvimento local dos territórios.

13,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa, e destes, 2 milhões ainda permanecem na extrema pobreza mesmo com a ajuda do governo.

1 comentário

  1. Pingback: O Programa Bolsa Família – esclarecimentos

Dê sua opinião