Moedas Sociais

moeda social 3

Os primeiros registros do uso de moedas datam do século VII a.C., quando já eram cunhadas na Lídia, reino da Ásia Menor, e também no Peloponeso, no sul da Grécia. A história da moeda coincide com a descoberta do uso dos metais e do conhecimento e aprimoramento das técnicas de mineração e fundição. Assim, as moedas de cobre, que é um metal mole e pouco adequado ao manuseio, perderam lugar para as moedas de bronze, mais duráveis,  feitas a partir de uma liga de cobre com estanho ou zinco.

O conceito de moeda é entendido como derivado das funções que esta desempenha e que, desta forma, a caracterizam e a distinguem de outros ativos de caráter financeiro. São atribuídas à moeda três funções fundamentais

  •      instrumento de troca: permite ao seu portador adquirir certa quantidade de bens à sua    escolha;
  •      meios de pagamento: a moeda tem poder legal de liberar débitos;
  •      reserva de valor: a moeda permite armazenar e conservar os valores para utilização   oportuna.

No Brasil, o Banco Central autoriza a emissão de moeda, mas o órgão responsável pela fabricação é a Casa da Moeda.

Saiba você, porém, que além do real, moeda oficial, o país possui ainda 81 moedas sociais.

As moedas sociais ou moedas solidárias são moedas alternativas ao escambo e possuem características próprias, como, por exemplo, serem instrumentos de desenvolvimento local, destinadas a criar uma rede de trocas composta por parceiros da comunidade.

São reconhecidas pelo Banco Central como complementares ao real e são usadas pelos bancos comunitários para estimular a economia local. Justamente por esse motivo, seu uso é restrito à localidade determinada. Deve-se observar o lastro, ou seja, para cada moeda social liberada, os bancos devem ter uma moeda em real em caixa.

moeda social 2Na foto, Gostoso, moeda social usada em São Miguel do Gostoso, Rio Grande do Norte.

2 comentários

  1. Ricardo Martins - 7 de agosto de 2013 10:35

    Bem legal isso. Nao sabia. Podia dar mais exemplos Sandrinha…
    Parabéns pelo post.

    Responder
    • Sandra Rodrigues - 13 de agosto de 2013 23:27

      Olá, Ricardo.
      Olha só, a maioria desses bancos comunitários está localizada nas regiões norte e nordeste e algumas das moedas tem nomes bem interessantes, como o Cactus, do Banco Comunitário de Urauçuba, ou o Tupi, do Banco Comunitário de Ocara. Mas, na minha opinião, a mais curiosa de todas é o Gostoso.

      Obrigada pelo acesso.

      Responder

Dê sua opinião